Patricia Era Bah

 

Patricia Era Bath, criadora da Cirurgia de catarata a Laser, humanitarista, médica oftalmologista e mãe.

 

Em plena véspera do dia das Mães nada como uma história de duas mães importantíssimas para a história. Gladys Bath mãe de Patricia Bath que incentivou sua filha aos estudos e a própria Patricia Era Bath que se tornou umas das grandes referências mundiais na medicina oftalmológica.

Patricia Bath nasceu no dia 4 de novembro de 1942, filha de Rupert o primeiro motorneiro negro no sistema de metrô de Nova York e de Gladys, que educou seus filhos com o que economizava do salário que recebia como doméstica. Quando criança seu pai lhe contava história sobre o período em que trabalhou como marinheiro mercante e sua mãe lhe incentivava a leitura, curiosidade, história e ciência. Após ser presenteada com um kit de ciências os esforços dos pais trouxeram resultados fazendo com que Patricia Bath se interessasse ainda mais pela ciência.

Patricia participou do Charles Evans Hughes High School (Nova York), foi selecionada para um programa de verão na Universidade Yeshiva (Nova York) onde desenvolveu uma equação que previa a taxa de crescimento do câncer, recebeu o Award 1960 Merit. Em pouquíssimo tempo se formou no ensino médio e depois se formou em Bacharel em Artes pela Hunter College em Nova York. Logo depois, ela se matriculou na escola de medicina da Universidade Howard, em Washington, DC onde veio se formar anos depois com honras.

 

Patricia Era Bath

 

Em 1968 Patricia Bath voltava a morar em Nova York para estagiar no hospital do Harlem enquanto aceitava uma bolsa para estudar oftalmologia na Universidade de Columbia um ano depois. Após trabalhar nesses dois distintos lugares ela foi capaz de revelar que os negros eram duas vezes mais propensos a sofrer de cegueira do o resto da população. Uma investigação mais aprofundada revela que os negros eram oito vezes mais propensos a sofrer cegueira como resultado de glaucoma do que os brancos. Por acreditar que esse resultado era devido à falta de tratamentos disponíveis para negros e pobres ela conseguiu que fosse criado um programa de extensão e envio de voluntários para atender a essas pessoas na Clínica de Olhos do Hospital de Harlem.

 

Patricia Era Bah

 

Em 1970 Patricia se mudou para a Universidade de Nova York onde ficou até 1973 onde ela se tornou a primeira mulher negra a completar uma residência em oftalmologia. Durante esse período Patricia Bath se casou e com o resultado desse casamento Patricia teve uma filha.

Após tantas conquistas Patricia Bath desenvolveu em 1981 uma prática mais segura, mais rápida e precisa da cirurgia de catarata se utilizando de um lazer. Esse laser tratasse de uma cirurgia realizada com uma pequena incisão no olho. A energia do laser vaporizar as cataratas dentro dos olhos em poucos minutos. Esse equipamento recebeu o nome de “Laserphaco Probe.” Patricia conseguiu a patente em vários países para o seu dispositivo e ela pretende usar os rendimentos das licenças para beneficiar o AIPB. Hoje Patricia Bath continua a defender o cuidado da visão, mas aposentou-se no ano 1993.

 

Patricia Era Bath

 

Após essa história de uma mulher tão importante que enfrentou todas as barreiras possíveis não fizeram Patricia Bath desistir de ir atrás dos seus sonhos. Ela conseguiu construir sua carreira profissional e constituir por desejo próprio sua família. A história nos conta a importância e o valor das mulheres na sociedade de várias maneiras mas esquecemos de mencionar no lado humano de todas elas. Neste caso que contei para vocês vimos que o esforço de Gladys Bath e como o desejo de um futuro melhor para sua filha foi fundamental. Nós da NewLentes sabemos que todo dia é o Dia das Mães, mas com o objetivo de comemorarmos a importância dessa grande mulher em nossas vidas desejamos a todas as Mães do Mundo os nossos parabéns, respeito e admiração. O mundo não existiria sem vocês. <3

 

 

 

Written by newlentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *