Pessoas de olho azul tem o mesmo ancestral?

Que pessoas de olho azul chamam a atenção naturalmente todo mundo sabe. Mas, será que você sabe como aconteceu o surgimento desta cor nos olhos? Pois bem, um grupo de pesquisadores da Universidade de Copenhagen foi atrás desta resposta.

Além disso, eles também investigaram a existência de um possível ancestral comum entre essas pessoas. Para isto, eles investigaram o DNA de diferentes partes do mundo.

Mutação genética em pessoas de olho azul

Pesquisadores dinamarqueses, afirmam que todos os humanos, há 10 mil anos atrás, possuíam olhos castanhos. Entretanto, em certo momento um indivíduo, residente da região do Mar Negro, nasceu com alteração.

Segundo Eiberg, líder desta pesquisa, esta mutação modificou o funcionamento do gene OCA2. De tal forma, os cromossomos ganharam uma espécie de “chave” que desativa a coloração castanha. Mas isto ocorre somente nos olhos.

Afinal, este gene é responsável por codificar uma proteína ligada à produção de melanina. A saber este é o pigmento está diretamente envolvido na coloração:

  • Pele;
  • Cabelo;
  • Olhos.

Nesse sentido, pessoas de olho azul não possuem um bloqueio na produção de melanina. Pois, do contrário seria uma condição de albinismo, como já comprovado em outro estudo. Nesses casos o pigmento estaria completamente ausente no corpo.

Entretanto, trata-se de uma transformação que gerou um limitante no funcionamento do gene. Ou seja, a coloração da íris antes marrom, de certo modo passou a ser “diluída”. De tal forma, que originou esta cor azul.

Sequenciamento genético

As diferentes tonalidades de castanho e verde são definidas pela quantidade de melanina. Enquanto, que as pessoas de olho azul possuem uma variação neste quantitativo. Mas também contam com a mutação exatamente no mesmo ponto.

Por conta disso, para comprovar a existência deste ancestral, Eiberg e equipe viajaram pelo mundo. Com a finalidade de examinar diferentes DNA mitocondriais. Para realizar esta pesquisa as coletas foram realizadas em países como:

  • Dinamarca;
  • Jordânia;
  • Turquia;
  • Entre outros.

Desse modo, este estudo genético durou mais de uma década, pois foi iniciado em 1996. Como resultado, os cientistas conseguiram identificar o exato sequenciamento que originam pessoas de olho azul.

Isto, só foi possível porque segmentos conhecidos como haplótipos não sofrem recombinação. Enquanto outros componentes do genoma são misturados ao longo das gerações.

Pessoas de olho azul mesma ancestralidade

Nesta pesquisa, cerca de 800 pessoas de olho azul tiveram seu DNA analisado. Surpreendentemente os dados obtidos no mapeamento, após passarem por uma análise comparativa demonstraram ser idênticos.

Contudo, de todos os participantes apenas um não possuía a mesma sequência genética. Todavia, ele foi o único que além da coloração azul também apresentava uma mancha castanha.

Desta forma, Eidberg concluiu com este estudo que 99% dos participantes possuem o mesmo ancestral. Ou seja, aquele indivíduo do Mar Negro foi o responsável por passar esta mutação ao longo das gerações.

Entretanto, é válido lembrar que esta é como qualquer outro tipo de variação. Com efeito, de produzir características distintas em cada ser humano, tais como:

  • Cor da pele;
  • Tipo de cabelo;
  • Presença de sardas ou manchas.

Portanto, esta mutação não está relacionada com a capacidade de sobrevivência natural de cada pessoa. Bem como, também não ocasiona um aumento ou redução da mesma.


Comentários