dicas para interpretar sua receita

Dicas para interpretar a sua receita de óculos de forma fácil

Caso você queira saber dicas para interpretar sua receita ocular, confira o artigo e fique por dentro do significado das legendas que os médicos prescrevem e saiba todos os tratamentos possíveis para cada caso.

O melhor jeito de ler a receita de óculos

É comum que após passar por uma consulta com o seu oftalmologista, relatar as suas queixas e ser examinado de forma técnica, o médico receite algum tratamento, remédio ou óculos para seu cliente. 

Dessa forma, quando estiver com o papel em mãos, o primeiro passo é entender o que significa algumas siglas que podem conter no seu documento, tais como:

  • OD;
  • OS;
  • CIL;
  • ESF.

Como essas abreviações podem confundir muita gente, logo abaixo, você vai descobrir o que cada uma delas sugere e conferir dicas para interpretar a receita.

Dicas para interpretar a receita: o que é OD e OS

A princípio, OD e OS são siglas que servem como um indicativo para o olho direito e o olho esquerdo. Por isso, elas irão distinguir qual grau de miopia, astigmatismo ou hipermetropia uma pessoa tem. Porém, outras condições podem ser indicadas por meio desses termos.

Para entender melhor, as palavras são uma evolução do latim, que significam oculus dexter e oculus sinister. No entanto, com a modernização do português, pode-se encontrar diversos profissionais que preferem as siglas OD e OE, indicando olho direito e esquerdo.

CIL e ESF: como ler a receita 

Em algumas receitas médicas para o tratamento de doenças oculares, pode-se encontrar siglas como CIL e ESF, que significam Cilíndrico e Esférico. Logo abaixo, confira a função desses termos e de outros mais.

Leia a sua receita de óculos

Entenda mais sobre cada legenda da sua receita, como por exemplo:

  • Esférico;
  • Cilíndrico;
  • Eixo;
  • Ad.

Em primeiro lugar, quando notar a coluna Esférico, saiba que ela indica o valor que deve ser a potência da sua lente. Nesse sentido, o fabricante possui a informação necessária para iniciar seu tratamento em casos de:

  • Miopia;
  • Hipermetropia.

Quanto à coluna nomeada Cilíndrico, trata-se da quantidade potencial de uma lente para casos de Astigmatismo. Esse termo é importante para descrever a mudança que ocorrerá para a correção do olho. Afinal, o óculos irá igualar o meridiano visual sem curvas.

Eixo e Ad: como interpretar sua receita

O eixo aparece em receitas para o tratamento de Astigmatismo, quando um lado da lente não é suficiente para corrigir o problema. Assim, ele é dividido em uma escala que o número 90 representa o meridiano vertical do olho e 180 diz respeito ao meridiano horizontal.

Agora, o Ad se refere à produção de lentes multifocais para tratar a presbiopia. De forma geral, esses tratamentos são feitos de maneira mais específica e o paciente já está ciente do processo.

Dicas para interpretar a receita de óculos

Acima de tudo, as dicas para interpretar sua receita, são baseadas em conhecer o problema de visão que você possui. Então, confira mais sobre as condições que mais afetam a saúde ocular, para que você consiga entender melhor o que o médico prescreve.

Miopia

De modo geral, a miopia causa um embaçamento na capacidade visual da pessoa. Dessa forma, há dificuldades para enxergar objetos, identificar pessoas ou placas que estão a uma certa distância. O auge da doença costuma ser aos 21 anos, mas pode ocorrer antes.

Hipermetropia

Aqui, a complicação consiste em visualizar objetos de perto, como por exemplo, utilizar o celular, fazer crochê, costurar e ler. Os pacientes relatam dor de cabeça e embaçamento para enxergar o que está próximo aos olhos.

Astigmatismo

Já essa condição mescla as dificuldades da miopia e da hipermetropia, pois o paciente possui problemas em enxergar tanto de perto como de longe. Então, pode ser o diagnóstico que mais exige cuidados e acompanhamento.

Por fim, é sempre importante tirar as suas dúvidas com o próprio oftalmologista, a fim de evitar possíveis erros no momento de fazer as suas lentes.


Comentários