Junho Violeta – entenda o que é Ceratocone e quais os sintomas

Junho chegou e junto com ele vem a campanha Junho Violeta, que visa a prevenção e o combate ao Ceratocone, uma doença oftalmológica séria e que pode ter consequências graves para sua saúde visual.

Como surgiu a campanha Junho Violeta?

Junho Violeta ou Violet June, como também é conhecido, foi criado em junho de 2018. A campanha surgiu da necessidade de informar e conscientizar as pessoas sobre o que é o Ceratocone.

Outros pontos que a campanha também aborda, são os perigos de coçar os olhos, que pode causar descolamento de retina, entre outras doenças oculares graves.

Mas afinal, o que é Ceratocone?

O Ceratocone, como já dito brevemente, é uma doença ocular grave, que atinge a estrutura da córnea, projetando ela para frente e fazendo com que ela fique em um formato próximo a um cone, o que distorce a entrada de luz e faz com que a imagem fique embaçada.

Só para uma breve explicação, a córnea é a película transparente que cobre a parte da frente dos olhos. Ela é como uma lente que foca a luz da pupila na direção da retina.

Quais são as causas do Ceratocone?

Não se conhece exatamente, as causas do Ceratocone. Porém, sabe-se que cerca de 1% a 5% da população tem um gene que aumenta a probabilidade da doença. Mas essa falha genética não é decisiva para a obtenção da doença.

Existem alguns hábitos que danificam a córnea e aumentam as chances de desenvolver a doença, como por exemplo, coçar com muita frequência os olhos ou apertá-los. 

Quais os principais sintomas do Ceratocone?

  • Visão embaçada
  • Distorção na visão
  • Astigmatismo
  • Dificuldade ou incapacidade de enxergar com pouca luz
  • Sensibilidade à luz
  • Diplopia
  • Perda da visão

Tratamentos

Foto: Canva

O primeiro ponto para realizar o tratamento da forma correta é que a doença seja descoberta precocemente. Por isso, ao menor sinal de algum dos sintomas citados anteriormente, busque um oftalmologista. 

Nos casos mais simples, apenas o uso de óculos já é suficiente, para corrigir as distorções visuais causadas pelo Ceratocone. Já quando o caso é um pouco mais grave, as lentes rígidas podem ser uma das opções de tratamento

Além desses tratamentos, o Anel de Ferrara também pode ser utilizado em casos em que os óculos ou as lentes rígidas já não fizerem mais efeito. Coloca-se ele na córnea, o que ajuda a estabilizar o Ceratocone e melhorar as distorções da visão.

Para alguns outros casos, o crosslinking também é recomendado. Ele consiste em uma cirurgia, que por meio de irradiação ultravioleta, fortalece as moléculas de colágeno da córnea. 

Além disso, para casos extremos o transplante de córnea também pode ser uma opção.

Como prevenir o Ceratocone?

Para tentar prevenir a doença é importante evitar coçar os olhos com frequência e ir regularmente ao oftalmologista, principalmente, se você já tem casos de Ceratocone na família.


Comentários