Risco domiciliar para acidente com olhos: Proteja suas crianças

As crianças estão muito suscetíveis a sofrer acidente com olhos durante a infância. Visto que, segundo dados do ministério da saúde, tais acidentes geram mais de 140.000 admissões hospitalares por ano.

No entanto, esse problema pode ser evitado através da supervisão correta dos responsáveis. Bem como, por meio de ações educativas e modificações no ambiente domiciliar. Continue a leitura para mais informações.

Acidentes com olhos na infância

Sem dúvida, a infância é uma época repleta de aventuras, explorações, brincadeiras e descobertas. Entretanto, sem a devida supervisão e precaução, tais atividades podem gerar graves consequências.

Afinal, todos sabemos que as crianças estão mais suscetíveis a diversos tipos de lesões. Por exemplo, quebrar um braço, torcer o pé, ralar a perna e gerar hematomas.

Visto que, em geral, elas são mais desatentas e não percebem o perigo como nós adultos. Nesse sentido, o acidente com olhos também é muito comum durante a infância e pode levar a danos irreversíveis. Como, por exemplo:

  • Perda completa da visão;
  • Baixa acuidade bilateral;
  • Redução da visão unilateral;
  • Perda ou perfuração do globo ocular.

Dessa forma, cabe aos responsáveis tomar ciência do problema e adotar medidas de prevenção domiciliar. Também é importante levar as crianças para realizar exames oftalmológicos com regularidade.

Uma imagem contendo no interior, pessoa, olhando, pequeno

Descrição gerada automaticamente

Pois, os acidentes podem ocorrer em função de problemas de visão como miopia, hipermetropia e astigmatismo. Já que tais problemas podem confundir a criança e impedir que ela identifique objetos perigosos no seu entorno.

Assim, o simples uso de óculos de grau corretivos já serviriam para evitar graves acidentes com olhos. Garantindo a segurança da criança e a tranquilidade dos pais enquanto ela participa de brincadeiras e atividades.

Contudo, outras medidas também devem ser tomadas. A fim de modificar o ambiente domiciliar para torná-lo adaptado e seguro para a rotina infantil. Ainda mais durante as épocas que a criança passa a maior parte do tempo em casa.

Como prevenir acidentes oculares

Primeiramente, é preciso ter ciência de que a maior causa do acidente com olhos na infância são os objetos pontiagudos. Principalmente garfos, facas e tesouras.

Segundo estudos realizados por universidades brasileiras, 50% dos acidentes ocorrem por conta desses objetos penetrantes. Então, os pais e responsáveis devem ter atenção redobrada durante o manuseio dessas ferramentas.

Bem como, tomar especial atenção para guardá-las em gavetas ou armários que estejam inacessíveis para as crianças. Da mesma forma, deve-se tomar muito cuidado com o armazenamento de substâncias químicas.

Como venenos e produtos de limpeza. Pois, eles são a segunda maior causa do acidente com olhos na infância. Assim, também é necessário guardá-los bem longe do alcance das crianças.

Entretanto, outros cuidados também devem ser tomados. Por exemplo:

  • Não permitir que as crianças utilizem objetos pontiagudos durante suas atividades. Principalmente sem a supervisão de um adulto;
  • Assim, as tesouras infantis devem ter pontas arredondas e o uso de lápis de colorir deve ser supervisionado;
  • Avaliar todos os brinquedos utilizados pela criança, para checar se não há nenhuma peça penetrante que possa causar acidentes;
  • Instruir e supervisionar as crianças durante as brincadeiras com animais domésticos;
  • Também é importante ensiná-las a não coçar os olhos repetidamente, pois isso pode facilitar infecções e danos oculares.

Além disso, não se esqueça de conferir se a criança possui alguma dificuldade para enxergar de longe ou perto. Pois, a utilização de óculos ou lentes de contato pode evitar grandes problemas.


Comentários