Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes

Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes: veja como se prevenir

Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes se não cuidar da maneira certa. Porque, se trata de uma doença comum, mas muitas pessoas nem ligam para a saúde ocular. No entanto, é preciso saber como ela funciona e como a tratar, além de aprender a evitá-la. 

O que é a conjuntivite?

É uma inflamação que aparece na parte branca dos olhos, que é bem incômoda. Portanto, existem alguns tipos diferentes dessa doença, mas os sintomas são:

  • Região vermelha;
  • Uma espécie de coceira;
  • Lacrimejo;
  • Fica mais sensível à luz;
  • Inchaço;
  • Sensação de ter areia nos olhos.

O problema pode durar de uma semana até 15 dias, mais ou menos. No entanto, esse tempo costuma variar bastante, de acordo com o tipo de caso. Assim, este pode ser leve, crônico, afetar um dos olhos ou os dois. 

Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes?

Não precisa ter desespero quando os sintomas começarem a aparecer. Entretanto, por ser algo visto como algo que melhora rápido, algumas pessoas não cuidam. Então, essa falta de atenção pode gerar alguns danos que tem chances de nem melhorar. 

Por mais que para o tipo viral, não tenha um tratamento certo, ainda é preciso se medicar. Com isso, se possível, procure um médico que possa diagnosticar direito. Assim, os riscos diminuem e os remédios ajudam a reduzir os sintomas.

Quais são esses efeitos?

Entre os momentos em que a conjuntivite pode deixar sequelas permanentes, têm a cegueira. Mas, é algo bem raro de acontecer e o paciente já deve apresentar traumas antes. Por fim, a doença pode causar uma inflamação grave e trazer esse tipo de situação.

Outro problema que pode surgir por conta dessa enfermidade, é a ceratite. Já que, a falta dos cuidados certos, a inflamação tem chances de afetar as córneas. Assim, ela traz um conjunto de células do sistema imunológico que deixam a visão embaçada.  

Um outro caso que pode ocorrer, é a úlcera nessa mesma região dos olhos. No entanto, sua causa vem de mau uso de alguns colírios para o tratamento. Desta forma, traz machucados e deixa com mais possibilidades de ter novas infecções. 

Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes: veja mais

A doença é colocada entre alguns tipos diferentes, podendo mudar até os sintomas. Por isso, pode precisar de um especialista para descobrir de qual se trata, entre elas tem:

  • Viral;
  • Bactéria;
  • Alérgica.

Nesses casos, a alergia costuma ser a mais leve, por ser mais ligada à rinite e não é contagiosa. Ou seja, aparece em momentos de contato com algo como poeira, pelos de animais e outros. 

O caso da bacteriana, se resolve rápido com a ajuda de colírios antibióticos certos. Além disso, pode ser transmitida por contato ou objetos contaminados. Geralmente, é com ela que a conjuntivite pode deixar sequelas permanentes.

Já a doença com o  vírus, tende a demorar mais para se curar. Ainda mais, quando não tem o tratamento correto para ela, as complicações são sérias. Também pode gerar um contágio muito maior do que as outras.

Tem grandes chances de contaminação?

Essa transmissão passa de forma muito fácil de um olho para o outro. Ou seja, uma pessoa infectada precisa tomar todo cuidado, por exemplo, com coceiras. Já que o ato de coçar um e depois tocar o outro, já é suficiente para conduzir o problema. 

Com objetos também pode acontecer, como uma toalha ou produtos de beleza. Por isso, é muito comum um paciente estar com a doença em ambos os lados. O que pode resultar em maiores desconfortos, graças à irritação que causa. 

Forma para se prevenir

Por saber que conjuntivite pode deixar sequelas permanentes, procure evitar o contágio. Por isso, tenha atenção na higiene para ter um controle sobre essa contaminação. Bem como, pode diminuir quando já estiver com a infecção, entre outras recomendações:

  • Tente evitar piscinas públicas;
  • Lave o rosto e as mãos sempre;
  • Busque ficar longe de pessoas com essa doença;
  • Procure usar toalhas, lençóis e fronhas limpas;
  • Não utilize lápis de olho, rímel, delineadores de outras pessoas.

Um conselho para quem frequenta essas piscinas, é usar óculos protetores. Principalmente, para alguém que já teve muitos casos, envolvendo esses locais. Além disso, substâncias como o cloro podem causar irritações, que levam ao problema com mais facilidade. 

Lentes de contato com conjuntivite

Mesmo que precise usar a opção com grau, saiba que deve retirar quando sentir os sintomas. Por isso, é importante ter um óculos de reserva, principalmente quando se tem a doença sempre. Porque, deve esperar até a infecção melhorar para voltar ao uso do item.

É necessário por conta do risco de contaminar o objeto, além da coceira. Bem como, pode piorar a situação do paciente se continuar usando. Além disso, se elas forem coloridas e servirem como um produto de beleza, nunca compartilhe com os outros. 

Tenha atenção

Use sempre os produtos necessários para limpar e não se esqueça do estojo. Assim, vai correr menos riscos do problema se agravar ou até mesmo voltar. Portanto, se possível, fique sem o objeto até melhorar a sua saúde ocular.

No caso daquelas que são gelatinosas, descartáveis ou anuais, o ideal é jogar fora. Principalmente, se for de origem das bactérias ou de algum vírus. O estojo também deve ser descartado da forma certa, para não esquecer e utilizar de novo. 

Conjuntivite pode deixar sequelas permanentes: outros tipos

Por mais que seja um caso muito raro, a fúngica pode causar danos graves nos olhos. No entanto, para que aconteça, a pessoa precisa se machucar com madeira. Então, pode ser difícil cuidar e recuperar a visão depois dela. 

Quando uma solução química cai nos olhos, também pode causar esse problema. Mas, também não é muito fácil de acontecer, no entanto, entre os mais tóxicos tem:

  • Produtos de limpeza;
  • Venenos agrícolas;
  • Inseticidas.

O ideal é procurar socorro na hora que acontecer algum acidente. Porque, se não for tratado com urgência e da forma certa, traz complicações. Ainda mais, porque os cuidados especiais ajudam a controlar uma possível infecção mais séria.

Tratamento mais comum

Apesar da conjuntivite pode deixar sequelas permanentes, ela pode ser cuidada com facilidade. Mas, um médico pode indicar quais os medicamentos ou colírios certos para isso. Sobretudo, muitas pessoas investem em compressas geladas com soro fisiológico.

Limpar os olhos várias vezes pode ajudar também, para mantê-lo livre de secreções. No entanto, isso acaba somente amenizando a maioria dos sintomas. Portanto, em casos como a doença com bactérias, é indicado o uso de antibióticos.  


Comentários