Quais cuidados com os olhos devemos ter?

No Brasil, de 50 milhões de brasileiros apresentam algum distúrbio na visão. E onde cerca de 60% são de pessoas com doenças como cegueira e alta deficiência visual.

Contudo, como podemos ter mais cuidado com os olhos? Como podemos nos prevenir de problemas simples que com o tratamento correto previnem cegueira e distúrbios mais graves? Qual a maneira correta de cuidamos da nossa visão?

Em suma, essas e outras questões serão respondidas no decorrer desse artigo. Dessa forma gerando informações suficientes para poder evitar futuros problemas de visão.

Como ter uma visão saudável?

Alguns hábitos diários são fundamentais para o cuidado com os olhos. São pequenas atitudes que farão a diferença no futuro de muitas pessoas e que diminuirão a possibilidade de problemas graves.

Logo, cuidados essenciais na hora de utilizar cosméticos, como o uso de maquiagem e cremes são alguns. Além de lavar as mãos antes de tocar os olhos ou utilizar óculos com proteção apropriada podem eliminar problemas.

Dito isso, vamos abordar alguns tópicos para que você tenha cuidado com os olhos. Dessa forma, não correndo riscos desnecessários para não prejudicar sua visão.

Fumantes tem maiores problemas com os olhos

Doenças como degeneração macular, catarata e danos ao nervo ótico estão diretamente ligados ao uso do cigarro. Em último caso o uso do cigarro pode causar cegueira. Fumantes, essa é uma boa hora para largarem o tabagismo!

Pratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas auxilia não somente o corpo. Os olhos também são beneficiados devido a regeneração celular e ao oxigênio liberado durante os exercícios.

Dessa forma mantenha-se em movimento e não esqueça dos cuidados com os olhos.

Não coce seus olhos

Como um dos órgãos mais sensíveis do nosso corpo, os olhos precisam de cuidados especiais e proteção contínua. E levar as mãos aos olhos é extremamente prejudicial.

Dessa forma ao fazer isso você correrá o risco de infecções e contaminação por bactérias. O ato de coçar os olhos realiza pressão no órgão e pode atingir pontos essenciais e provocar lesões irreparáveis.

Uso de maquiagem e cremes localizados

Para aquelas que não podem ficar sem uma maquiagem, o cuidado com os olhos deverá ser redobrado. O uso prolongado de maquiagem pode causar irritação que poderão se agravar caso o produto esteja fora da validade.

Dessa forma, cuidados com os olhos como o uso de cremes específicos dentro da validade e de procedência conhecida. Além de manter limpos pinceis e escovas de maquiagem também deverão ser redobrados.

Além desses cuidados, procure verificar a validade de seus cosméticos e maquiagem, não use produtos vencidos ou de outras pessoas. Jamais compartilhe sua maquiagem e retire todos os produtos do rosto antes de dormir.

Inclusive, não faça uso de produtos como demaquilantes e cremes que não tenham uso indicado para a região dos olhos. Cuidados como esse evitam problemas futuros.

Quantidade de açúcar ingerido também prejudica a visão

Um dos fatores que não são informados em relação ao uso excessivo do açúcar é a possibilidade de causar cegueira. Algumas reversíveis, conforme o caso do paciente.

Logo, para os diabéticos, doenças como retinopatia diabética são mais comuns. A doença ataca silenciosamente o olho e deixa o paciente com a vista embaçada. Levando até mesmo a uma hemorragia interna e em alguns casos à cegueira.

Lave sempre seus olhos

A lavagem dos olhos e regiões ao redor deles é essencial para a boa manutenção e saúde. Regiões como pálpebras, cílios, cantos dos olhos devem sempre estar livres de resíduos ou impurezas. Evitando dessa forma irritações e até mesmo conjuntivites.

Igualmente, recomenda-se a limpeza das áreas ao redor dos olhos com cremes próprios com o auxílio de cotonetes. No momento do banho a lavagem do rosto deverá ser realizada com massagens leves e sem pressão nos olhos.

Você já piscou hoje?

Caso ainda não tenha reparado, o simples ato de piscar lubrifica os seus olhos evitando o ressecamento e a irritação. Principalmente com o uso prolongado do computador e celular. Para evitar problemas procure perceber suas piscadas.

Além de descansar a vista, ao piscar você evita a chamada síndrome da visão de computador (CVS termo em inglês). Vejamos os sintomas dessa síndrome para uma melhor explicação:

  • Olhos vermelhos e irritados;
  • Olhos secos ou lacrimejando;
  • Cansaço da visão;
  • Sensibilidade a luz e claridade;
  • Sensações de peso nos olhos, pálpebras ou da testa;
  • Dificuldade em focar;
  • Dores de cabeça e enxaquecas;
  • Aumento da miopia, hipermetropia e presbiopia.

Caso você se enquadre nos sintomas acima, procure imediatamente um oftalmologista para não agravar os problemas. Evitando assim possíveis acidentes oculares.

Correta manutenção das lentes de contato

O uso de lentes facilita em muito a vida de quem gosta de praticar exercícios ou vive na correria. Por esse motivo o cuidado com os olhos, quando se faz uso de lentes de contato, devem ser redobrados.

Inclusive, a manipulação das lentes para troca, limpeza ou colocação de ser realizado com as mãos higienizadas. Ainda mais quando o assunto é a transmissão de bactérias. Dessa forma vamos descrever alguns cuidados essenciais:

  • Lave muito bem as mãos antes e depois de tocar as lentes;
  • Higienize suas lentes de contato com produtos próprios ou os indicados pelo fabricante ou seu oftalmologista;
  • Limpe bem o estojo onde as lentes serão condicionadas, de preferência antes de serem colocadas as lentes;
  • Fique atento ao tempo máximo de uso das lentes, se forem descartáveis troque conforme a indicação do fabricante. Caso sejam de longa duração faça a higienização conforme indicado pelo médico.

Seguindo essas dicas a saúde dos seus olhos vão permanecer em dia. E você não terá problemas com infecções e desconfortos ao usar suas lentes de contato.

Alimente-se de forma saudável

Para manter a saúde dos seus olhos em dia faça uso de alimentos saudáveis. Um grande aliado da saúde dos olhos é o peixe. Sua ingestão oferece benefícios como redução do envelhecimento precoce das estruturas oculares.

Além disso, a ingestão de peixes também fortalece o globo ocular, dessa forma proporcionando uma visão mais clara.

Em vista disso, procure além da alimentação focar também na hidratação do corpo e dos olhos. Beber água regularmente ajuda na formação de lágrimas que lubrificam e hidratam os seus olhos.

Mantenha visitas regulares ao oftalmologista

Não adianta procurar o médico quando as doenças já apareceram. Muitas vezes uma simples visita de rotina poderá evitar danos enormes a sua visão. A prevenção sempre será o melhor remédio, principalmente em se tratando de cuidados com os olhos.

Utilize óculos de sol apropriados

O uso de óculos de sol vai além da aparência. Para uma proteção correta as lentes dos óculos deverão ser de boa qualidade, independente de marca e fabricante.

Contudo, muitas pessoas ainda compram óculos nas banquinhas do camelô. Você sabe quais os riscos isso pode trazer a sua visão?

Frequentemente, as lentes não têm o fator de proteção de 100% contra raios ultra violeta. Esse tipo de raio causa degeneração na retina e seus efeitos nocivos somente serão sentidos a longo prazo.

Dessa forma, o uso contínuo desses óculos de sol sem proteção UV podem causar problemas como catarata e degeneração macular. Procure fazer uso somente de óculos com proteção contra os raios ultra violetas e cuide se sua visão.

Quais são os fatores que prejudicam a visão?

Se você ainda não percebeu, rotinas diárias podem prejudicar e muito a saúde dos seus olhos. Dito isso vamos verificar alguns pontos importantes:

Uso de óculos de grau sem prescrição médica

A compra de óculos sem prescrição de um oftalmologista pode piorar e muito a saúde dos seus olhos. Mesmo sendo de fácil acesso, os óculos vendidos em lojas, farmácias e bancas de camelôs oferecem risco. Principalmente por não estarem com o seu grau.

Desse modo, procure o seu oftalmologista caso haja qualquer sintoma ou incômodo nos olhos. Ele será essencial para a manutenção da saúde de seus olhos.

Ler ou estudar em ambientes escuros

Ambientes escuros ou com pouca luminosidade afetam em muito as condições de seus olhos. O ato de forçar a visão para ler leva a fadiga ocular, além de sensação de cansaço.

Da mesma forma, o uso dos computadores em ambientes escuros pode causar secura nos olhos, irritação e visão turva. Para evitar os sintomas, oftalmologistas recomendam pausas durante um período de 15 minutos pelo menos.

Também, é recomendando que a tela do computador fiquem a uma distância mínima de 50 centímetros. Além das pausas para piscar, com o foco em outros pontos do ambiente para a lubrificação dos olhos.

Demorar para ajustar o grau do óculos

A demora no ajuste do grau pode elevar o mesmo. Sendo assim, o melhor a se fazer é trocar o grau a cada seis meses caso haja algum desconforto. Ou se estiver tudo bem a cada 12 meses.

Utilizar colírios e outros medicamentos sem prescrição

O uso dos colírios para limpeza os olhos não são tão perigosos quando os que tem uma fórmula mais elaborada. Contudo sem saber, a pessoa pode utilizar um colírio com antibiótico ou cortisona em sua fórmula.

Dessa maneira, causando diversos efeitos colaterais como aumento da pressão ocular e redução da proteção contra bactérias.

Exposição aos raios ultravioletas

Muitas pessoas resistem em utilizar óculos escuros durante o dia. Dessa forma deixando os olhos desprotegidos contra raios UV prejudiciais aos olhos.

Então, a melhor prevenção contra os danos causados por esses raios é o uso de lentes escuras, como indicado acima.

Negligencias em relação a visão

É provável que você conheça alguém com sintomas de doenças da visão, e que não procura um médico. Esse tipo de negligência pode causar danos irreparáveis aos olhos. Dito isso fique sempre atendo a qualquer alteração na visão.

A ida ao oftalmologista e a correção imediata do problema podem auxiliar na recuperação da visão. Além de ser primordial para o início de um tratamento mais sério, ajudando em uma recuperação mais rápida e eficaz.

Mantenha seu sono em dia

O ato de dormir promove o descanso e a hidratação dos olhos. Recomenda-se entre sete a oito horas de sono por noite, evitando síndromes de olhos secos, vermelhidão ou coceiras nos olhos. E claro, além de fazer muito bem ao corpo e a mente.

Realizar exames oftalmológicos regularmente

Esse é o ponto mais importante para a boa manutenção e cuidado com os olhos. A ida regular ao oftalmologista pode avaliar os canais lacrimais, olhos e pálpebras. Além de investigar sintomas para algumas doenças como glaucoma e catarata.

Mas para que servem os exames?

Para a realização de um exame oftalmológico completo, o médico realizara testes de rotina. Também poderão ser incluídos exames específicos, sempre de acordo com o paciente. Vamos ver abaixo alguns tipos de exames regulares:

  • Exames de movimentação ocular – o exame verifica se os olhos estão alinhados. Durante o exame o oftalmologista poderá solicitar que o paciente olhe para diferentes direções ou pontos específicos.
  • Fundoscopia – o médico realiza esse exame com o uso de uma lente acessória. Dessa forma ele verifica possíveis alterações na retina ou no nervo ótico.
  • Tonometria – esse exame poderá ser realizado através de um aparelho medidor ou por um aparelho de sopro. A pressão dos olhos é medida com a utilização de uma luz azul projetada sobre o olho do paciente.
  • Verificação das vias lacrimais – o exame avalia a quantidade de lagrimas com o uso de colírios e materiais. É testado a quantidade, permanência, produção e remoção das lagrimas no paciente.

Periodicidade

Para concluir, vamos avaliar a periodicidade sobre quando se realizar os exames. Lembrando que o fator de idade e a presença ou ausência de problemas podem variar.

Dessa forma, exames de rotina deverão ser realizados seguindo certos períodos como listados abaixo:

  • No nascimento – o teste do olhinho deve ser realizado na maternidade ou em um consultório, o mais breve possível.
  • Com 5 anos de idade – o exame é essencial para a verificação e diagnose de problemas de visão. a partir dessa idade os exames devem ser anuais para evitar doenças que prejudiquem o aprendizado como a miopia.
  • Entre 20 e 40 anos – os pacientes deverão manter seus testes oftalmológicos pelo menos a cada 10 anos.
  • Entre as idades de 40 e 65 anos – a probabilidade de vista cansada aumenta nessa faixa etária. Sendo necessária a ida ao oftalmologista a cada dois anos.
  • Após os 65 anos de idade – a visita ao médico deverá ser anual ou em casos específicos a cada seis meses.

Lembrando que, em caso de aparição de sintomas que prejudiquem a visão, o correto procedimento é a procura pelo oftalmologista. Não se automedique e tenha cuidado com os olhos.


Comentários