estrabismo

Lentes podem ser usadas em caso de estrabismo?

Estrabismo é uma doença ocular, onde há um distúrbio nos músculos dos olhos. Logo, um deles é desviado e o indivíduo não enxerga de forma simultânea com ambos. Assim, para conhecer porque esse problema ocorre, acompanhe esse artigo.

Os tratamentos são diversos e envolvem desde o uso de tampão até cirurgias corretivas. Inclusive, óculos também. Dessa forma, para saber qual é o melhor método de correção, continue lendo.

A doença pode surgir de cinco formas diferentes, então, veja aqui cada um deles. Além disso, saiba quais são as principais causas dessa doença. Por fim, confira tudo a seguir e aprenda tudo sobre essa disfunção ocular.

Estrabismo: conheça as causas e os tipos

A visão humana é composta por músculos que permitem os movimentos dos olhos. Logo, o cérebro controla doze deles. Desse modo, ele é o responsável por fazer tudo funcionar da maneira certa.

Quando algo altera o controle muscular, a vista acaba se desviando. Portanto, o indivíduo fica estrábico. Ou seja, com o olho torto. Dessa maneira, a doença pode se manifestar desde o nascimento ou por outros fatores como:

  • Genética;
  • Diabetes;
  • AVC;
  • Ou alto grau de hipermetropia.

Essa enfermidade ocular pode ser de cinco tipos diferentes. Então, confira abaixo quais são elas:

  • Convergente: o desvio dos olhos é voltado para dentro;
  • Divergente: o olho é desviado para fora;
  • Vertical: o desvio pode ser em direção a testa ou para baixo, nas bochechas;
  • Alternante: é alternado, as vezes no olho direito, outras no esquerdo;
  • Intermitente: não ocorre de forma constante, pode haver desvio ou não.

Agora você conhece todos os tipos desse distúrbio. Dessa forma, acompanhe a seguir, os procedimentos mais conhecidos para tratar a doença.

Tratamentos para estrabismo: tampão e óculos

Esses são os tratamentos mais comuns para a doença. Inclusive, o primeiro é usado em crianças estrábicas. Assim, de acordo com a recomendação médica, ele pode ser usado o dia todo. Ou por apenas algumas horas.

O tampão é posto sobre o olho normal. Desse modo, o olho estrábico do bebê é estimulado. Porém, em outros casos, é indicado óculos de grau para corrigir a visão.

Cirurgia corretiva

Essa opção também é viável no caso das crianças. Pois, em alguns casos, o uso do tampão e dos óculos não são suficientes. Então, o procedimento ocorre da seguinte maneira: um corte pequeno é feito na conjuntiva.

Para que os músculos afetados sejam reposicionados, a fim de controlar os movimentos dos olhos. Embora pareça complicado, a cirurgia para estrabismo é considerada segura.

Toxina Botulínica

Essa proteína vem de uma bactéria. Assim, sua função é impedir que impulsos nervosos cheguem até a área danificada.

A toxina é administrada sobre a área afetada. Desse modo, o músculo fica paralisado e a partir disso, o olho é alinhado. Entretanto, esse tratamento é somente para adultos e apenas sob a recomendação de um especialista.

Lentes de Prisma

Esse procedimento é indicado tanto para crianças, quanto para adultos. Além disso, só vale para correção com uso de óculos. Portanto, se o seu desvio for muito grande, não terá resultados satisfatórios.

Um prisma é posto na lente do acessório. Desse modo, as retinas recebem as imagens de forma igual e simultânea.

Em geral, os oftalmologistas indicam esse modelo de lente para olhos lesionados. Logo, ela é capaz de direcionar a imagem na direção oposta ao desvio.

Agora você conhece um pouco mais sobre o estrabismo. Por isso, não negligencie sua saúde ocular. Dessa forma, procure um especialista diante de qualquer desconforto nos olhos.


Comentários